domingo, 12 de junho de 2011

IMPORTANTE OU NECESSÁRIO ?

Em um primeiro momento, vejamos as diferenças do ponto de vista semântico: segundo o dicionário Aurélio, importante é aquilo que merece consideração e necessário é algo que não se pode dispensar.

Agora, vamos trazer esta questão para o nosso dia-a-dia e para os relacionamentos que construímos ao longo da vida. As pessoas com quem você se relaciona são importantes para você ou são necessárias na sua vida? Estas são duas condições bem diferentes do ponto de vista de comportamento.

Quando alguém é importante você não precisa da pessoa para ser feliz, mas reserva para ela um espaço na sua vida. É alguém que você respeita e trata com carinho. Alguém com quem você gosta de estar e com quem você consegue realizar trocas produtivas. Alguém que te ajuda a crescer. Esta é uma relação madura e pode ser muito saudável, principalmente quando está baseada no Amor. O Amor que transcende o egocarma, pois amar é vencer o próprio ego e expandir para o Universo. Amor é uma construção diária.

A humanidade ainda está aprendendo a se relacionar de forma madura. Fomos criados para depender emocionalmente um do outro. Por isso mesmo, pelo menos 80% da população da Terra vive relacionamentos disfuncionais. E é assim que vamos somando pessoas necessárias na nossa vida. Alguém é necessário quando não conseguimos dar conta da própria vida e esperamos que o outro resolva os nossos problemas e processos emocionais.

Diferentemente de alguém importante, a pessoa necessária pode ser descartada quando deixar de ser necessária. Quem é realmente importante nunca deixa de ser. Porque não tem nada a ver com o outro e nem com o modo como ele se manifesta. O que faz com que uma pessoa seja importante para você tem a ver com uma condição interna de aceitação e amor. Tem a ver com enxergar o outro como ele é e aceitá-lo de forma integral. Com não querer mudar e nem controlar. Tem a ver com parar de encontrar culpados para as nossas falhas e assumir total responsabilidade pela própria evolução.

Por último e não menos significativo:
para construir relações saudáveis, precisamos ser saudáveis.

O outro só poderá ser importante para você quando você for a pessoa mais importante na sua vida. E, por fim, só poderemos dar ao outro aquilo que temos dentro de nós.

Portanto, para oferecer Amor, você tem que SER Amor.

por Alessandra Ritondaro

Nenhum comentário: