quinta-feira, 25 de dezembro de 2008

NECESSIDADE DE AFIRMAÇÃO



Existem momentos na nossa vida em que todos nós gostamos de trocar idéias e mesmo ouvir opiniões de outras pessoas.
É quando existe algum tipo de dúvida sobre qualquer assunto, ou quando se necessita de mais alguns dados para compor um certo quadro ou entender uma certa situação.

Contudo, existem pessoas que mais do que tudo precisam fortemente da opinião e da aprovação dos outros, com relação às suas atitudes, pensamentos, desejos, diretrizes, etc. São pessoas inseguras, que não cresceram integralmente e cuja identidade e personalidade ficaram, em parte, sem desenvolvimento apropriado.

Quando atingimos um grau adequado de desenvolvimento pessoal, passamos a saber lidar melhor com nossas emoções, já que as conhecemos todas e as expressamos adequadamente.

Desta forma, somos guiados e orientados por nossas emoções, agimos em concordância com os nossos sentimentos, e deixamos de reprimir aspectos que nos são importantíssimos. Com isso, automaticamente, prescindimos de aprovação das pessoas que nos cercam, pois nosso ponto de apoio e de referência é interior e não exterior.

Aquele que precisa sempre da aprovação externa, teme fortemente expressar seus desejos, pois eles poderão ir contra o desejo de quem está próximo e daí vir alguma censura.

Assim, a cada dia mais, ele vai-se reprimindo, vai atuando contra si mesmo, vai abafando aspectos vitais de sua personalidade, com o intuito único de agradar e ser bem aceito.

Então, quando nossa identidade e nossa personalidade não se desenvolvem integralmente, e não sabemos lidar nem conhecemos nossas emoções, ficamos sem contato com uma parte importantíssima de nós mesmos.

Somente na medida que nos conhecemos é que nos libertamos de repressões impostas de fora para dentro. Essas repressões criam em nós uma dependência muito grande com relação a tudo o que é estabelecido, sem haver nenhuma espécie de questionamento.

Se não questionamos nada, ficamos submissos ao que já existe, ficamos sem a independência de agir sozinhos. Assim, precisamos da opinião e da aprovação de todos para tudo aquilo o que queríamos ser ou fazer.

Quem não se empenha em crescer ficará assim sempre:
atado aos outros e deixando atrofiar dentro de si sua independência e sua criatividade.

Sandra Stela Greco

Nenhum comentário: